700_mascaras_a_procura_de_um_rosto_ou_um_artista_da_fome

O novo espectáculo d’A Escola da Noite são vários num só: é por um lado uma «instalação teatral» em que são expostas mais de 700 máscaras concebidas, ao longo de 10 anos, pelo actor, cenógrafo, aderecista e, mais latamente, artesão, António Jorge; e inclui, por outro lado, a abordagem do texto de Franz Kafka Um artista da fome.

Como se pode ler aqui, “700 máscaras à procura de um rosto ou Um artista da fome” vai estar em cena até 20 de Dezembro, de terça a sábado, em sessões duplas às 18h30 e às 21h30. Tratando-se de um autor tão imenso como Kafka (e, mais uma vez, da dedicação d’A Escola da Noite aos grandes textos) e de um conjunto tão impressionante de máscaras, a sugestão só pode mesmo ser: «A não perder!»